218820160    oinstalador@gmail.com

«A CETS já está em vigor há cinco anos e nós vamos avançar com sua renovação. Tinha uma série de acções que vão continuar para o período de candidatura seguinte e vamos apresentar novas para os próximos cinco anos», declarou à agência Lusa Hélia Palha.


O priolo é uma ave endémica açoriana em perigo, que apenas existe nos concelhos de Nordeste e Povoação, na ilha de São Miguel, e que viu este mês o seu estatuto revisto, tendo sido classificado como «vulnerável», o «mais baixo para espécies em risco de extinção».

A responsável disse que as acções a desenvolver são da responsabilidade da Direcções Regionais do Ambiente e Recursos Florestais e outros parceiros envolvidos na CETS, pretendendo-se «desenvolver o turismo sustentável nas terras do priolo».

Hélia Palha adiantou que se pretende continuar com as acções de conservação que estão a decorrer no terreno, paralelamente às novas que vão ser introduzidas nos próximos anos.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview