218820160    oinstalador@gmail.com

Projecto do Instituto Superior Técnico (IST) pretende cativar alunos da instituição como embaixadores na promoção da eficiência energética.


Dez indivíduos equipados a rigor, com máscaras e fatos de desinfestação, invadiram a 17 de Outubro, o campus da Alameda, em Lisboa.

Diogo Henriques, mentor do projecto CONT(R)A, explica a iniciativa: «queríamos despertar a curiosidade dos alunos, levá-los a querer saber mais sobre o projecto, para posteriormente torná-los nossos embaixadores».

Este é um projecto do IN+, financiado pelo Plano de Promoção da Eficiência no Consumo da Energia Eléctrica, e aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Pretende sensibilizar a comunidade do Técnico para a matéria da eficiência energética, fazendo «repensar hábitos, mostrando-lhes os seus consumos, os custos que lhes estão associados, e como fazer diferente», vinca o mentor do projecto.

Foram vários os locais do campus onde decorreu esta acção de divulgação, que funcionou simultaneamente como mote para a filmagem de um vídeo promocional.

Entre as salas do pavilhão de civil ou o espaço 24 onde colaram autocolantes de alerta, ou a entrada principal onde está o lettering do Técnico, depois de devidamente protegido, foi “grafitado” com o endereço electrónico do projecto, tudo ia captando atenções.

Os alunos do Técnico podem desde já tornar-se “activistas” do projecto, monitorizando em suas casas os consumos energéticos, de forma gratuita, através de um equipamento que lhes será cedido.

Posteriormente através de uma plataforma a informação e as boas práticas apuradas poderão ser partilhadas. 

O alerta pode também ser dado quando se depararem com episódio de desperdício energético nos campi do Técnico.

«Queremos levar os alunos a mudar os seus hábitos, para que quando se esquecerem de desligar as luzes do quarto, ou o portátil na sala de estudo, se lembrem que estão a extrair e desperdiçar recursos ambientais», acrescenta o mentor do projeto.

«Pretendemos que esta campanha não seja passageira», destaca Diogo Henriques.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview