218820160    oinstalador@gmail.com

«Portugal tem muito a dizer sobre a construção de um Armazenamento Temporário Individual» na Central Nuclear de Almaraz, diz o Ministério da Energia, do Turismo e da Agenda Digital.


Texto: Revista O Instalador

«Respeitamos a decisão das autoridades portuguesas e aguardamos a resolução da União Europeia», acrescentaram os responsáveis espanhóis, isto depois do falhanço das conversações entre os Ministérios do Ambiente de Espanha e de Portugal.

Recorde-se que os ministros do Ambiente de Portugal e de Espanha, respectivamente João Pedro Matos Fernandes e Isabel García Tejerina, estiveram reunidos em Madrid, nas instalações do Ministério da Agricultura, Pescas, Alimentação e Ambiente, na Quinta-feira, dia 12 de Janeiro, mas os argumentos do lado português não convenceram os espanhóis.

Segundo o ponto de vista de Madrid, o ministro português durante a reunião solicitou a conclusão de um relatório de avaliação do impacto ambiental transfronteiriços sobre a construção da ATI, tendo a ministra homóloga espanhola discordado com o argumento de que «tal projecto não tem impactos transfronteiriços». Por esse motivo, o ministro Matos Fernandes anunciaria que transferia o caso para a União Europeia.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview