218820160    oinstalador@gmail.com

Num índice das cidades mundiais mais sustentáveis em termos de mobilidade urbana, Hong Kong aparece no primeiro lugar, seguida de Zurique e Paris. A única cidade portuguesa analisada, Lisboa, aparece na 32ª posição.


 

O índice foi elaborado pela Arcadis, uma empresa global de consultoria e design para activos naturais e construída em colaboração com o Centro de Pesquisa Económica e Empresarial (CEBR), e divulgado pelo site espanhol 'Sustentabilidade'. No Top Ten das cidades mais sustentáveis em termos de mobilidade urbana figuram sete cidades europeias e três asiáticas. 

O índice avalia 23 indicadores individuais, que vai desde as despesas públicas das infra-estruturas até à acessibilidade dos transportes públicos. Esses 23 indicadores são agrupados em Pessoas, Planeta e Benefícios, e a combinação destas métricas e sub-índices individuais dá origem a uma pontuação global no Índice, mostrando um cenário do estado actual do ambiente de mobilidade urbana de uma cidade. 

O primeiro lugar de Hong Kong, na China, deve-se sobretudo à sua inovadora rede de Metro e pelo uso intenso dos transportes públicos colectivos. Zurique, na Suíça, e Paris, França, vêm a seguir graças aos seus desempenhos em termos de infra-estruturas , à eficiência da rede de Metro e o compromisso com a tecnologia ecológica. 

Seul, capital da Coreia do Sul, ocupa o 4º lugar, seguindo-se Praga, na República Checa, Viena, na Áustria e Londres, Inglaterra. Mais uma cidade asiática, Singapura, esta no 8º lugar, seguida de Estocolmo, Suécia, e Frankfurt, Alemanha. 

Das cidades espanholas analisadas, Barcelona aparece na 21ª posição e Madrid no 24º lugar. Ainda assim à frente de Lisboa, que ocupa a 32ª posição num ranking de 92 cidades. Mas, a capital portuguesa sobe para 17º lugar se se levar em linha de conta só a sub-categoria Planet, descendo para 53ª nas Pessoas e para 39º nos Benefícios.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview