218820160    oinstalador@gmail.com

Investigadores da Universidade de Toronto estão a desenvolver modelos urbanos avançados das principais cidades do Canadá que permitirão optimizar os fluxos de tráfego e minimizar os tempos de viagem, bem como contribuir para a redução, a uma escala metropolitana, das emissões poluentes decorrentes da circulação viária.


A tecnologia, desenvolvida no âmbito do projecto CVST (Connected Vehicles and Smart Transportation), está a ser utilizada pela primeira vez, durante um período experimental, na cidade de Toronto.

Nesta cidade canadiana, o sistema fornece uma espécie de mapa interactivo que recebe influxos, em tempo real, de cerca de quatro mil fontes de informação e permite perceber a forma como as pessoas se deslocam no interior do perímetro urbano.

Essas fontes incluem sensores, que recolhem dados sobre a qualidade do ar ou o consumo energético e câmaras instaladas ao longo das principais vias da cidade, incluindo em autoestradas, paragens de autocarros e pontos de aluguer de bicicletas, entre muitos outros.

O projecto CVST tem em conta a interacção entre as pessoas e os transportes públicos de superfície, metropolitano, automóveis e bicicletas.

É considerado um passo fundamental no progresso da implementação de sistemas de transporte autónomos, servindo de base, num futuro muito próximo, a tecnologias de controlo e decisão de trajetos viários.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview