218820160    oinstalador@gmail.com

Investigadores da Universidade Southern Cross, na Austrália, conseguiram restabelecer a fauna de uma parte danificada da Grande Barreira de Coral (Great Barrier Reef) utilizando um método inédito, que poderá ajudar a recuperar outros ecossistemas.


No litoral da Ilha Heron, no sul da Grande Barreira, em Março último, a equipa liderada por Peter Harrison recolheu e incubou uma grande quantidade de ovos de corais. 

As larvas foram então transportadas até zonas mais recônditas do recife de coral com 2300 quilómetros de extensão. 

Oito meses mais tarde, os cientistas confirmam a presença de corais que sobreviveram ao transplante e cresceram, protegidos por barreiras de redes.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview