218820160    oinstalador@gmail.com

Certificado Energético vai ter mudança de imagem e conteúdos, aposta na promoção do programa IFRRU e é criada uma nova marca – ´CLASSE+’


Foto: José Alex Gandum

 

No quadro da sua estratégia de aprofundamento e aceleração da eficiência energética na habitação particular em Portugal, a ADENE – Agência para a Energia, promoveu a realização, hoje, em Lisboa, de um encontro com os principais stakeholders do sector, onde, depois de divulgados os resultados de um estudo de opinião feito aos consumidores sobre variadas questões ligadas à eficiência energética, foram apresentadas e debatidas três medidas que a ADENE suporta para acelerar a desejada melhoria da eficiência energética do edificado em Portugal.

 

Assim, a ADENE vai avançar para a melhoria do formato e do conteúdo do Certificado Energético, de forma a tornar mais evidente que a eficiência energética oferece um bom retorno financeiro entre outros benefícios; vai apostar na divulgação e contínuo apoio à implementação do programa IFRRU 2020, que conta com uma dotação de 1400 milhões de euros para apoiar a reabilitação integral de edifícios e a reabilitação de zonas industriais abandonadas em todos os centros urbanos do país; e vai investir na criação de uma nova marca distintiva para a etiquetagem energética das janelas – a “CLASSE+” – que facilite as opções dos consumidores e valorize o mercado das empresas do sector.

 

Para se ter uma ideia do impacto desta medida, Manuel Bóia, Administrador da área de Sustentabilidade da ADENE, sublinhou ainda que «bastará dizer que a substituição das janelas por outras mais eficientes pode significar mais de 5 milhões de euros de poupança de energia por ano para as famílias, um valor equivalente ao gasto médio anual em aquecimento e/ou arrefecimento de 50.000 famílias, para além de uma enorme melhoria do conforto das habitações e da saúde dos seus ocupantes, que se multiplicam em benefícios económicos ainda maiores».


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview