218820160    oinstalador@gmail.com

A 6 de Dezembro, a ADENE - Agência para a Energia lançou a nova marca “CLASSE+” que, no âmbito da etiquetagem energética voluntária de produtos, irá distinguir a eficiência energética das janelas e permitir aos clientes e utilizadores uma escolha mais informada.


O desempenho energético das janelas será agora classificado numa escala de cores que vai de F (menos eficiente) a A+ (mais eficiente) e, por isso, a nova marca tem como assinatura “A eficiência tem classe”.

Além da inclusão da classe A+, que permite promover as janelas ainda mais eficientes, a etiqueta energética de janelas terá novos pictogramas, os quais ajudarão a tornar mais claro, para os clientes, o que significa cada parâmetro técnico.

A etiqueta energética será ainda uma forma de garantir uma acrescida responsabilização das empresas, pois a emissão das etiquetas está sujeita a um processo de verificação de qualidade da informação que nela consta, permitindo que este processo seja um instrumento diferenciador no mercado.

A nova marca “CLASSE+” será, assim, um instrumento de credibilização da oferta das empresas aderentes, capaz de fortalecer a confiança e promover o investimento em novas soluções de janelas.

Na apresentação da nova marca, 19 empresas do Sector das Janelas e Fachadas receberam o Certificado de “Empresa Pioneira Aderente”, as quais terão os seus produtos etiquetados já a partir do início de 2018.

Neste grupo de empresas encontram-se 10 empresas associadas da ANFAJE: Alunik, BenePVC, Caixiave, Caixilour, Cidade PVC, Eurocaixilho, My Window, Kömmerling, Rehau, Reynaers, Salamander, SAPA, TAFE, Tagus Pvc e VEKA.

Para o Presidente da ANFAJE, a adesão inicial deste importante grupo de empresas muito representativas do sector «é um claro sinal de envolvimento e empenho das empresas na produção e promoção de soluções de janelas que contribuem decisivamente para aumentar a eficiência energética dos edifícios. Este compromisso por parte das empresas é uma forte garantia da divulgação da etiqueta energética de janelas CLASSE+, quer no mercado de reabilitação quer no mercado de obras novas».

No evento, a ANFAJE e a ADENE renovaram a sua parceria no projecto, assinando um novo protocolo de colaboração a partir do qual irão encetar diversas acções nas áreas institucional, técnica e de marketing para promoverem a marca CLASSE + e a Etiqueta Energética, a qual distingue as empresas que assumem um compromisso com a produção de janelas eficientes que contribuem para uma maior eficiência energética das habitações portuguesas.

Convém ainda sublinhar que tendo em conta o volume de Certificados Energéticos de casas emitidos até hoje, em Portugal, é possível concluir que existe a necessidade de substituição de cerca de 1 milhão de janelas antigas com vidro simples por novas janelas mais eficientes.

A substituição desta enorme quantidade de janelas pode significar cerca de 5 milhões de euros de poupança de energia por ano para as famílias nessas habitações, ao mesmo tempo que obtêm uma significativa melhoria do conforto térmico e acústico das habitações e da saúde dos seus ocupantes, bem como a valorização do seu património.

Talvez por isso, de acordo com um recente estudo de opinião, a substituição de janelas é a proposta de melhoria mais realizada pelos proprietários ou arrendatários que solicitam o certificado energético das suas casas.

A ADENE, a ANFAJE e as empresas aderentes ao “CLASSE+” pretendem contribuir para uma maior eficiência energética destas habitações.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview