218820160    oinstalador@gmail.com

Os membros da União Europeia (UE) e o Parlamento Europeu chegaram a acordo ontem para impor o objectivo de reciclagem obrigatória de resíduos urbanos, que deverá crescer gradualmente até atingir os 65% em 2035.


Os objectivos da UE para a reciclagem vinculativa de resíduos urbanos são de 55% em 2025, 60% em 2030 e 65% em 2035 são . Também foi acordado reduzir para 10% o desperdício urbano que acaba em aterros sanitários em 2035, segundo fontes europeias. 

Quanto às embalagens o acordo menciona os números de 65% em 2020 e 70% em 2030, um pouco menos ambicioso para o plástico, que será de 50% e 55% respectivamente. 

75% e 85% dos recipientes de papel ou de cartão serão reciclados em 2025 e 2030; 70% e 75% no caso do vidro; 50% e 60% no caso do alumínio; e 70% e 80% no caso de metal ferroso. Por outro lado, 30% das embalagens de madeira deverão ser recicladas na UE em 2030, cinco pontos a mais do que em 2025. 

As novas regras, que ainda precisam de ser formalmente aprovadas pelos governos europeus e pelo Parlamento Europeu, também contemplam métodos e regras mais rigorosos para controlar o progresso por parte dos países para atingir os objectivos e os requisitos "mínimos" para exigir a responsabilidade dos produtores, que serão responsáveis pela colecta, classificação e tratamento.  

Assim, os produtos deverão pagar uma contribuição financeira, que será calculada com base nos custos de tratamento de resíduos urbanos. O objectivo das novas regras é promover a economia circular, proteger o ambiente e melhorar a saúde e o bem-estar das pessoas. Neste momento, apenas um terço dos resíduos urbanos termina em aterros sanitários na UE e apenas uma parte limitada é reciclada.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview