218820160    oinstalador@gmail.com

De 23 a 26 de Dezembro, mais de 1/5 do consumo eléctrico na União Europeia (UE) foi abastecido pela produção eólica, que atingiu um novo máximo histórico.


De acordo com dados da WindEurope - Associação Europeia de Energia Eólica, citados pela APREN, a electricidade eólica produzida naquele período foi suficiente para abastecer 21 % do consumo médio diário da UE (cerca de 2150 GWh), o que equivale a cerca de 17 vezes o consumo de Portugal. Esta produção permitiu alimentar o equivalente a 218 milhões de habitações, ou 77 % das necessidades da indústria europeia. 

Estes dados reforçam o papel da energia eólica no abastecimento fiável e seguro das necessidades eléctricas dos vários estados europeus. Estima-se que, em 2017, a potência eólica instalada na UE tenha aumentado perto de 9 % (14 GW), em relação a 2016, atingindo actualmente 165 GW.

Até 2020 prevê-se que, a nível europeu, as centrais eólicas onshore e offshore, sejam a tecnologia renovável com o maior acréscimo de potência (50 GW), seguido das centrais fotovoltaicas, (35 GW). 

Em Portugal, as centrais eólicas produzem anualmente perto de 1/4 das necessidades eléctricas nacionais, o que permite reduzir as importações de combustíveis fósseis em mais de 350 M€ por ano.

Adicionalmente, é importante destacar que o sector eólico nacional permitiu criar um cluster industrial responsável por mais de 22 mil empregos (directos e indirectos) e por uma exportação de equipamentos que ascende a quase 400 M€ por ano.

Saiba mais aqui


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview