218820160    oinstalador@gmail.com

Os actores Javier e Carlos Bardem, juntamente com o produtor e realizador Álvaro Longoria, vão embarcar durante uma semana no navio quebra-gelo da Greenpeace numa expedição para exigir a criação de um Santuário Antárctico.


Texto: José Alex Gandum

Foto: El País 

Durante a permanência das gentes do cinema a bordo do navio 'Arctic Sunrise' será gravado um documentário sobre «as belezas das águas antárctidas ameaçadas por interesses comerciais a que se dará o título de 'Santuário'», informou o produtor Álvaro Longoria, vencedor de um prémio Goya, com 'Children of the Clouds, a última colónia'. 

A Greenpeace esclareceu que a  expedição científica durará no total cerca de três meses, com o objectivo de exigir a criação de um Santuário Antárctido de 1,8 milhões de quilómetros quadrados, «o equivalente a três Espanhas», segundo os protagonistas. A viagem vai começar em Punta Arenas (Chile) no dia 23 de Janeiro, e os irmãos Bardem abriram contas pessoais nas redes sociais Twitter e Instagram para transmitirem as suas experiências no dia-a-dia da expedição. 

«É uma oportunidade única para fazer história e dar um passo em frente na defesa dos oceanos, por isso com esta campanha da Greenpeace queremos contribuir para divulgar a importância do Oceano Antárctido, localizado no fim do mundo, mas tão relevante para a sobrevivência do planeta», sublinhou Javier Bardem. 

A fazer a expedição com a Greenpeace, Carlos Bardem refere que esta «é uma viagem mágica para documentar não só a beleza incomparável da envolvente mas também para conhecer e alertar para as ameaças que assombram esse local», acrescentando que «é hora de os governos de todos o mundo protegerem as nossas águas, começando com as do Oceano Antárctido, onde não há nenhum Plano B porque não ha Planeta B». 

A Greenpeace já explicou que a criação de um Santuário Antárctido permitirá um refúgio seguro para mais de nove mil espécies que habitam as águas da região, onde será proibida explorações com fins comerciais ou industriais. 

Álvaro Longoria procurará no seu documentário que «o telespectador conheça a frágil situação ambiental de um dos últimos mares inexplorados, o Oceano Antárctido», sublinhando que «este documentário tem como objectivo ajudar a aumentar a consciencialização não só sobre as causas e os efeitos da sobreexploração de recursos, mas também a necessidade de soluções urgentes». 

A campanha do Santuário Antárctido começou na passada Segunda-feira e alcançou no seu primeiro dia 300 mil assinaturas em todo o mundo através do site www.protecttheantarctic.org.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview