218820160    oinstalador@gmail.com

Um estudo da European Climate Foundation, em conjunto com outras entidades, conclui que, face aos veículos movidos por combustíveis fósseis, os automóveis eléctricos têm um impacto duas a três vezes inferior no aquecimento global.


Os benefícios, de acordo com a investigação, vão prolongar-se até 2030, mas poderão ser ainda melhores se a aposta para desenvolver energias renováveis levar a um cenário 100% renovável. 

Laurence Tubiana, CEO da European Climate Foundation, afirma em comunicado, que «descarbonizar o sector dos transportes é fundamental se quisermos estar alinhados com o Acordo de Paris». 

Cerca de 40% das emissões produzidas por um automóvel eléctrico ocorrem durante a produção das baterias. Assim sendo, revela o estudo, melhorar o impacto ambiental das baterias na fase de produção será determinante para a descarbonização do sector dos transportes. 

Por outro lado, a melhoria da eficiência energética das actividades produtivas irá permitir que o impacto dos veículos eléctricos seja reduzido de 20 a 25% até 2030. 

Melhorar o impacto ambiental da extracção mineral, desenvolver baterias sustentáveis em termos de eficiência, peso e uso, bem como a promoção de boas práticas de reciclagem serão também parte da solução.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview