218820160    oinstalador@gmail.com

A indústria agrícola irlandesa é a mais poluente da Europa e a menos eficiente em termos de clima, de acordo com um estudo da União Europeia (UE).


Texto: José Alex Gandum

Numa investigação encomendada pelo Parlamento Europeu ficou constatado que a Irlanda apresenta as maiores emissões de gases de efeito de estufa por euros de produção agrícola ao nível dos ainda 28 Estados da UE. O resultado reflecte o facto de  a Irlanda utilizar sistemas intensivos ainda primários, nomeadamente na utilização de carvão na indústria de lacticínios, em contraste com outros países onde florestas, legumes e grãos são responsáveis por uma maior proporção na actividade agrícola.

No entanto, o Departamento de Agricultura irlandês contrapõe que as emissões por unidade de produção no sector leiteiro estão entre os mais baixos da Europa, e até as emissões de carne bovina está abaixo da média. Só que o estudo da UE examina as emissões da produção agrícola como um todo.

Por outro lado, a Irlanda está longe das metas de redução de carbono para 2020 e 2030, porque nada leva a crer que as emissões sejam acentuadamente reduzidas nos próximos anos. A necessidade de redução na década de 20o teria de ser de 40%, o que tendo em conta a indústria agrícola irlandesa é praticamente impossível de alcançar. Por isso, a UE recomenda que a estrutura agrícola irlandesa deve ser sujeita a mudanças drásticas de modo a tornar-se economica e ambientalmente sustentável.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview