218820160    oinstalador@gmail.com

Através de imagens de satélite como as do Google Earth ou outros sistemas, um novo estudo vem provar que existem na Terra mais 9% de árvores do que se supunha.


Texto e foto: José Alex Gandum

 

Um novo estudo publicado na revista Science comprova a existência dos chamados bosques ocultos em todo o mundo, em áreas com pouca humidade, conhecidas como terras secas. Estas superfícies de bosques todas juntas aumentam em 9% as zonas de florestas e bosques reconhecidas anteriormente.

 

Segundo os especialistas, os estudos anteriores eram feitos com recursos a fotografias de muito baixa resolução, pelo que era muito difícil determinar a quantidade de árvores num determinado território, pois muitas vezes era quase impossível diferenciar uma planta de uma sombra.

 

Por isso uma equipa internacional de investigadores de mais de 50 países realizou pela primeira vez um estudo conjunto, recorrendo a imagens de alta resolução disponibilizadas pelo Google Earth e por outros sistemas, em que cada píxel representa um espaço real de menos de um metro quadrado.

 

Através de 210 mil imagens chegou-se à conclusão que as terras áridas do mundo albergam muitos mais bosques do que se pensava, pelo que a cobertura florestal global "aumentou" em 9% do total, o equivalente a cerca de dois terços do tamanho da Amazónia.

 

Esta é uma boa notícia para o ambiente, pois de um momento para o outro foram acrescentados mais de 400 milhões de hectares de bosques e florestas. Saber isto é também uma ajuda para que os investigadores encontrem uma nova forma de conservar e restaurar se for necessário estas áreas arborícolas, com o objectivo de salvaguardar os ecossistemas locais.

 

Também é importante pela quantidade de dióxido de carbono (CO2) que poderá ser absorvido pelas plantas destes locais, o que é fundamental para combater as alterações climáticas e as suas consequências nefastas.


Bootstrap Image Preview Bootstrap Image Preview