Atlas Copco: vapor - caldeiras de vapor de 1,3 a 16 toneladas/hora
Informação profissional do setor das instalações em Portugal
Renováveis, AVAC e AQS

Hidrogénio verde: o novo paradigma na produção de energia

Giacomini Portugal06/09/2021

Chegou à Giacomini o novo paradigma na produção de energia térmica - a Powerbox, um equipamento composto por um combustor a hidrogénio, um eletrolizador e uma dupla célula de combustível - que fornece energia elétrica a uma bomba de calor ou chiller que aquece/arrefece o ambiente e produz AQS numa habitação com um ciclo de emissões zero.

Um mundo alicerçado apenas em energia sustentável e água pode não ser apenas um sonho para os nossos netos. Pode ser o nosso presente para o futuro deles e para o futuro da humanidade.

É certo que não podemos mudar, da noite para o dia, os hábitos da humanidade no que diz respeito ao consumo não sustentável de energia, mas podemos introduzir, gradualmente, uma evolução na forma como a armazenamos, como aquecemos as nossas casas e os nossos edifícios.

A tecnologia para isso já existe, e passa pela utilização gradual do hidrogénio verde como combustível. Mas porquê o hidrogénio?

Porque trata-se do elemento mais simples e abundante do universo (cerca de 90% do universo visível é composto por hidrogénio), é incolor, inodoro, insípido e não tóxico, usado pela maioria das estrelas para produzir energia. Tal como a gasolina e o gás natural, é facilmente inflamável, o que o torna apto para ser usado como combustível. Este elemento é, por definição, um combustível com emissão ZERO!

Sendo assim, porque é que o hidrogénio verde não está a ser utilizado em grande escala, como deveria? Pela inércia do hábito e pelo medo do desconhecido – um medo que temos de ultrapassar, e uma das formas de fazer isso é através deste artigo, informando sobre os benefícios incomparáveis deste elemento e a necessidade de o adotar rapidamente nos nossos hábitos energéticos.

Vamos ver mais de perto como o processo funciona. Avisamo-lo já que, no final da leitura, terá o desejável impulso de adotar de imediato este elemento no seu trabalho, e vai questionar-se como esteve tanto tempo sem o fazer!

O potencial ignorado do Hidrogénio Verde

A utilização do hidrogénio verde como combustível para climatizar casas e edifícios será em breve possível através da Solenco Powerbox – um projeto piloto que já começou a ser testado no Laboratório da Giacomini Benelux, em Bruxelas.
foto
Powerbox: o equipamento.
foto
Powerbox: implementação de projeto-piloto.

Como funciona?

Os painéis solares fotovoltaicos proporcionam o input de energia, e parte dessa energia recolhida é usada para as necessidades energéticas do dia a dia; o excedente é enviado para a Solenco Powerbox. Este equipamento também recebe água e divide as respetivas moléculas em hidrogénio (H2) e oxigénio (O2).

Além da energia produzida por meios renováveis, a água é a ÚNICA entrada do sistema.

O que acontece com os resultados desta divisão? O oxigénio é libertado para a atmosfera, e o hidrogénio é utilizado como combustível para produção de calor. E não há desperdício; se a produção de calor for maior que a solicitada, o calor é armazenado num tanque de água quente. Por outro lado, se o calor solicitado for superior à produção, o calor necessário será produzido com recurso a um queimador catalítico de hidrogénio, de alta eficiência (97%), sem chama, e usando o hidrogénio como combustível. Perfeito, não acha?

O esquema seguinte exemplifica este processo:

foto
Por incrível que pareça, este processo permite controlar o consumo de energia sem depender da rede de eletricidade e de gás, terminando assim a utilização abusiva dos recursos finitos do planeta, bem como as intermináveis contas de luz e gás.
A Powerbox traz ainda importantíssimas vantagens comparativamente às caldeiras atuais alimentadas a hidrogénio. De notar que estas caldeiras são já comercializadas pela Giacomini há vários anos, como resposta eficaz às preocupações relacionadas com a proteção do ambiente.
foto
Central térmica do Hotel San Rocco com caldeira a hidrogénio.
Contudo, a Powerbox leva o processo ainda mais longe: para além de aquecer a água sanitária e alimentar os radiadores ou piso radiante, permite também produzir energia elétrica, sendo que todo o processo é realizado dentro do próprio equipamento, sem recorrer a outros; a Powerbox é autossuficiente.

Neste vídeo, veja a esclarecedora reportagem da CNBC sobre esta inovação!

É oficial: estamos de olhos postos no hidrogénio verde – uma arma na luta contra a crise climática, pela descarbonização da sociedade e redução das emissões de gases de estufa no mundo. Este elemento está a gerar uma euforia mundial e queremos influenciar esta escolha junto dos nossos profissionais, para uma produção de energia limpa, segura, eficiente, acessível e amiga do ambiente.

Ficou entusiasmado? Nós também! Contacte-nos para saber como pode começar a integrar já o hidrogénio nos seus projetos de construção!

Fujitsu ar condiionado mámixo siléncio mínimo consumoBombas de calor Spirit inverterAdene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Portugal Smart Cities Summit 16 - 18  de nov. 2021 FIL - Parque das NaçõesDecorHotel: Fil - Lisboa 21 a 23 Out 2021Jaba: tradução 4.0APREN - Associação Portuguesa de Energias RenováveisHisense: serie HI - AquaSmart menos emisiones de CO2Nova gama de Ar CondicionadoAssociação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar Condicionado

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial