“Em 2020 temos como meta alcançar a abrangência ibérica”

Ana Clara | Jornalista; Fotos: Lumosa 

21/02/2020

A Lumosa é uma empresa de alta tecnologia fundada na Holanda, em 2006, e especializada na iluminação LED, com foco no desenvolvimento, comercialização e distribuição de produtos. José Miguel Marques, da Direção Técnica da Lumosa Iberia, refere que a marca “está comprometida em oferecer produtos tecnologicamente avançados com desempenhos superiores a preços competitivos”.

foto

O responsável começa por explicar que a Lumosa nasceu em 2004 em Son, na Holanda.

“Desde a sua génese que conta com um sólido grupo de trabalho composto por engenheiros com valências complementares e uma elevada experiência acumulada. A equipa inicial já trabalhava em conjunto no desenvolvimento de fontes de alimentação para os mercados profissionais e de consumo e cedo se especializou em soluções de elevada potência e elevada eficiência”, salienta.

A empresa começou por desenvolver e produzir drivers para LEDs, controláveis e de elevadas performances para terceiros, mas “rapidamente evoluiu para uma solução de iluminação completa e conectada incluindo as Luminárias e o sistema inteligente de gestão de iluminação, LumosaTouch”.

José Marques afirma que a empresa “mantém o seu centro de investigação e desenvolvimento na Holanda, onde é feita uma otimização dos produtos existentes e onde são desenvolvidas as novas soluções de acordo com as necessidades do mercado a as sinergias com o know-how e tecnologias existentes”.

Sobre os mercados onde a empresa se encontra, o responsável adianta que “a Lumosa está presente globalmente e tem vindo a crescer de forma orgânica na Europa como é o caso dos escritórios em Portugal, Alemanha, ou Bélgica e conta com representações além Europa como é o caso do Reino Unido da Austrália ou da Nova Zelândia”.

“A Lumosa Iberia Lda é responsável pelo desenvolvimento de negócio e suporte técnico para Portugal e Espanha. Na China temos uma unidade de produção dedicada e uma representação comercial própria para o mercado Asiático. Atualmente contamos com cerca de 25 pessoas na Holanda e num total de mais de 80 colaboradores a nível global”, diz José Marques.

A marca está presente em Portugal desde 2018 com um escritório na região centro, mais concretamente na Mealhada, “com o intuito de acompanhar de perto os nossos parceiros através de um suporte técnico personalizado nas diferentes fases do processo, desde o projeto, especificação, orçamentação, instalação e pós-venda. Para além de ser responsável por dinamizar e dar visibilidade à marca Lumosa também desenvolvemos ações de divulgação e formação para a nossa rede de parceiros de instalação”.

“A Lumosa Iberia é ainda responsável pelo desenvolvimento de negócio para Espanha tendo em vista a proximidade, as afinidades culturais e a língua. Fazemos também a ponte com todos os países de língua portuguesa pelo mundo”, sustenta.

A Lumosa atua em diferentes segmentos: iluminação desportiva, iluminação interior, externa e pública.

“Pela especificidade dos nossos equipamentos, estamos vocacionados para iluminar tudo o que sejam grandes áreas, com colunas que podem ir aos 50m. Pelas particularidades dos diferentes segmentos temos uma oferta dedicada para a iluminação de áreas desportivas, sejam pavilhões multidesportivos ou campos exteriores de qualquer dimensão, desde o campo de Padel para desporto recreativo até ao Estádio de Futebol da 1ª Liga”, informa José Marques.

E acrescenta: “a oferta na área desportiva inclui uma solução integrada de gestão inteligente de iluminação que permite definir diferentes utilizadores com diferentes níveis de privilégios. A LumosaTouch oferece a possibilidade de identificar e controlar de forma gráfica e intuitiva a iluminação de qualquer campo desportivo com níveis de iluminação predefinidos. Acresce também a possibilidade de ser integrada com sistemas de reservas de espaços ou outros sistemas utilizados pelos clubes como o controlo de acessos ou sistemas de irrigação”.

Em termos de grandes áreas “contamos no nosso portfolio com aeroportos, portos marítimos, parques de contentores, infraestruturas ferroviárias ou parques industriais e de estacionamento”.

Soluções industriais

As soluções industriais da Lumosa “capitalizam todo o conhecimento incorporado nos nossos produtos e permitem poupanças significativas seja através da eficácia global da solução seja pela robustez e flexibilidade permitida no seu uso, garantindo o endereçamento individualizado de cada luminária e o controlo por grupos de acordo com as necessidades individuais de cada secção. Mais do que os benefícios imediatos da poupança energética e ambiental as nossas soluções garantem condições ideais de iluminação potenciando a segurança o bem-estar e a produtividade dos trabalhadores”.

José Marques adianta que a “iluminação pública acaba por ser uma área complementar da nossa oferta. Em Portugal as restrições regulamentares e o facto de ser um mercado bastante concorrencial dominado por algumas marcas também não facilitam a entrada de novos players”.

foto

“A Lumosa distribui os seus produtos essencialmente via mercado profissional onde conta com uma rede de parceiros de instalação de diferentes dimensões com abrangência local, regional e nacional.

Em termos de promoção a estratégia é bem mais ampla e passa por ter visibilidade junto de todos os stakeholders envolvidos nos projetos de iluminação e que passam não só pelos clubes e associações, mas também pelos empreiteiros, gabinetes de projeto, câmaras municipais apenas para mencionar alguns”, sublinha.

O responsável lembra que a Lumosa “está comprometida em oferecer produtos tecnologicamente avançados com desempenhos superiores a preços competitivos. Para tal a nossa equipa de investigação e desenvolvimento localizada na Holanda trabalha diariamente para otimizar os produtos existentes e para criar novos produtos adaptados às necessidades do mercado”.

“O facto de termos as competências in-house ao nível da conversão de energia, sistemas de controlo, design ótico e design mecânico permite desenvolver produtos otimizados com uma rápida resposta para o mercado”, vinca, salientando que “o produto é assemblado na China mas é testado, programado e pré-alinhado na Holanda de acordo com os resultados obtidos pelo estudo luminotécnico prévio, antes do envio para o cliente. Isto permite-nos garantir o controlo de qualidade em todo o processo produtivo e oferecer produtos customizados a preços competitivos”.

O responsável da direção técnica da Lumosa afirma que a breve prazo está planeado trazer para Portugal a fase final do processo e ter um ponto de distribuição com alguns dos principais equipamentos em stock para entrega imediata no mercado ibérico.

“Por outro lado, facilitamos bastante todo o trabalho de instalação uma vez que esta se resume à fixação mecânica e elétrica das luminárias e o alinhamento dos blocos de projetores de acordo com a documentação recebida, garantindo em simultâneo a concordância com os resultados alcançados no estudo luminotécnico. A condição de eficiência global alcançado é resultado de múltiplos fatores, todos eles tidos em conta na conceção do produto. Ao nível do LED são utilizados chips cerâmicos de alta potência, o driver é de elevada frequência de funcionamento e de elevada eficiência (até 97%) com correção ativa do fator de potência desenvolvido internamente desde os componentes magnéticos até ao circuito elétrico. As lentes são desenhadas internamente com softwares estado da arte permitindo a colocação da luz no terreno com elevada precisão”, informa.

Também aqui a solução de iluminação LED da Lumosa com possibilidade de alinhamento individual dos diferentes módulos de LED garante uma elevada flexibilidade. As soluções conectadas da Lumosa permitem compensar a curva de decaimento do LED e funcionar num regime de iluminação constante (CLO) durante toda a vida útil do equipamento evitando o sobredimensionamento inicial para garantir os níveis de iluminância mantidos no final de vida do equipamento. Este facto permite poupanças acrescidas nos consumos de energia que podem chegar aos 10% sem comprometer o nível de iluminância mantida desejável.

Mais do que os benefícios imediatos da poupança energética e ambiental as nossas soluções garantem condições ideais de iluminação potenciando a segurança o bem-estar e a produtividade dos trabalhadores

“O nível da fiabilidade dos equipamentos é garantido pelo design e pela escolha dos componentes. Esta pode ser comprovada no terreno com um track-record de mais de 15 anos e mais de 2000 projetos iluminados em todo o mundo sem incidências de relevância. Os módulos LED apresentam um desempenho térmico otimizado, seja por via do perfil alhetado (número de flanges e distância entre elas) seja pelo facto de o driver estar alojado num compartimento separado minimizando o aquecimento mutuo entre os LED e a eletrónica ou pelo facto de a temperatura dos módulos LED ser monitorizada em tempo real com diferentes níveis de proteção do próprio driver que numa fase inicial faz uma regulação de fluxo para manter o set-point máximo de temperatura e caso não consiga manter essa regulação desliga a alimentação do led por forma a garantir a longevidade e integridade do mesmo podendo gerar um alerta de falha”, diz José Marques.

Quanto à fábrica que a Lumosa possui na China, o responsável revela que “produz os produtos de acordo com os requisitos técnicos mais exigentes. A organização da Lumosa na China é responsável pela procura dos materiais e pela montagem de todo o hardware, garantindo uma grande eficácia no processo o que nos permite reduzir custos”.

A Lumosa tem ainda um escritório comercial em Shenzhen para abordar o mercado asiático “estando preparados para responder a projetos de grande dimensão”. Como é o caso da instalação de 2000 Luminárias “Campo Sportivo”, modelo CS860 de 1600W em 168 colunas de iluminação de 30 metros, no terminal 3 do Aeroporto de Pudong, em Shangai.

Mercado nacional

Para José Marques, o mercado da iluminação assiste a uma transição acelerada graças às novas tecnologias que possibilitam uma utilização mais sustentável.

"O LED veio democratizar em parte este mercado que sempre foi dominado por marcas internacionais de grandes dimensões, abrindo novas áreas de especialização e oportunidades de mercado que atraíram gente de fora que viu na bandeira da eficiência energética uma forma de entrar no mercado muitas vezes sem qualquer histórico na área e com produtos asiáticos de baixa qualidade. É comum e notório que tem vindo a proliferar situações de iluminação mal dimensionada ou com curvas fotométricas desadaptadas que encadeiam peões e automobilistas porque não levam em conta os princípios básicos da luminotecnia, conduzindo a situações de poluição luminosa inaceitáveis, consentidas pela falta de fiscalização e de formação específica dos profissionais da área".

Acrescenta ainda que: “puxando a brasa à nossa sardinha, a iluminação de um campo ou de um pavilhão desportivo é um processo complexo que envolve entre outros um levantamento das necessidades do cliente presentes e futuras, um enquadramento urbanístico do local, um levantamento da infraestrutura existente, o estudo luminotécnico individualizado para cada caso específico em função da altura e posição das colunas, das lentes com diferentes fotometrias disponíveis, das diferentes potências necessárias para assim garantirmos um nível de iluminância (lux) de uniformidade e de encadeamento de acordo com as normas regulamentares e as melhores práticas. É pratica comum o cliente não ter noção da quantidade de luz que necessita. Nesse campo a Lumosa também tem um papel pedagógico e de consultoria aconselhando o cliente em função das suas necessidades específicas”.

foto

A título de exemplo, de acordo com a norma europeia EN12193 - Light and lighting - Sports Lighting um campo de futebol com uma utilização meramente recreativa necessita de uma iluminância mínima de 75 Lux. Se houver lugar a treinos oficiais este valor sobe para os 200 Lux e se for utilizado para competições oficiais nacionais o valor sobe para os 500 lux.

“Se falarmos em transmissões televisivas como as competições da UEFA podemos falar de 2000 Lux (Estádios -Elite level A) ou mesmo de 3500 Lux para uma final de Champions (FIFA) com requisitos bastante exigentes também ao nível da Iluminância vertical e de cintilação (flickering). A Lumosa está preparada para iluminar qualquer uma das situações mencionadas com total compatibilidade com transmissões televisivas de alta definição até 8K. Exemplo disso é a instalação da iluminação LED da Lumosa no estádio do MSV Duisburg na Alemanha em 2019. Com uma capacidade total de 31.500 lugares e uma iluminância média de 1400 lux que pode chegar aos 1900 lux cumprindo com as exigências das diferentes divisões da Bundesliga (a liga Alemã de Futebol)”, especifica José Marques.

Eficiência energética

Em matéria de eficiência energética, o responsável refere que se nota "uma consciencialização crescente seja por via dos objetivos de desenvolvimento sustentável seja por via das diretivas de combate às alterações climáticas e das metas ambientais adotadas por cada país. Os apoios comunitários para a adoção das medidas de eficiência energética também funcionam como um catalisador para o estado e para as empresas. A nossa dimensão também não ajuda o acesso a algumas das medidas de financiamento para projetos de maior dimensão e que todos teríamos a ganhar se os agentes locais pudessem juntar sinergias para em conjunto planear projetos de maior complexidade numa ótica de médio longo prazo".

foto
José Marques conclui, dizendo que “naturalmente que a questão da sustentabilidade energética continuará a ser uma questão subjacente. A iluminação em geral representa aproximadamente 20% da energia primária consumida e como tal tem um peso significativo nas emissões geradas”.
“A transição para LED da iluminação pública deverá continuar com um crescimento acentuado. Este deverá ser sentido também ao nível da reabilitação das infraestruturas desportivas muitas delas na posse das autarquias que zelam assim por criar condições ideais para a prática do desporto ao mesmo tempo que reduzem a sua fatura energética e a pegada ecológica”, remata.

Objetivos futuros

Sobre o futuro, José Marques realçou que a Lumosa “pretende acelerar o seu crescimento, afirmando-se como uma marca de referência na área da iluminação eficiente, nos seus segmentos de atuação” com soluções e abordagens diferenciadas para os clientes e parceiros de instalação e para os utilizadores finais.

“Em 2020 temos como meta alcançar abrangência ibérica, aumentando a nossa rede de parceiros qualificados. Especificamente para Portugal pretendemos consolidar o mercado da iluminação desportiva, concluindo com sucesso cerca de 50 projetos de norte a sul do País, com um volume de negócios estimado de 400 K€ e dobrar esse valor no ano seguinte”.

Toyotomi Ar Condicionado - Japan
20 Years Jaba traduçao técnica especializada 4.0O InstaladorO Instalador Acompanhe no FacebookTektónica cambio de fechas 8 - 11 de octubreClimamed del 10 al 12 de enero 20201O InstaladorSolar Market Parity Portugal

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - edifícios - energia - ambiente

Estatuto Editorial