Informação profissional do setor das instalações em Portugal
Parcerias com a AutoGrid e a Uplight afirmam a posição de liderança da empresa em soluções de microgrid e gestão de redes

Schneider Electric otimiza gestão de recursos energéticos distribuídos com nova abordagem Grid to Prosumer

08/07/2022
A nova abordagem maximiza a flexibilidade da rede com a solução integrada de ponta a ponta para gestão de recursos energéticos distribuídos (RED) mais ampla do setor.
foto

A Schneider Electric anuncia a Grid to Prosumer, uma abordagem de ponta a ponta à gestão de recursos energéticos distribuídos (RED) para maximizar a conexão e o valor da energia renovável, do armazenamento de energia e dos veículos elétricos.

A modernização da rede consiste cada vez mais na gestão da oferta e da procura nas extremidades da rede, abrangendo ambos os lados do contador do cliente. Requer novas formas de envolvimento, planeamento e conceção, otimização e manutenção, análise e automação, tudo numa abordagem gradual e coordenada. Assim, a nova abordagem Grid to Prosumer da Schneider Electric ajuda a gerir o ciclo de vida da gestão de RED com fluxos de trabalho simples a complexos, e casos de utilização que otimizam os RED de acordo com as necessidades do mercado da energia, os requisitos de restrição da rede e as prioridades dos prossumidores.

A Schneider Electric também expandiu o seu portefólio EcoStruxure Grid para as Redes do Futuro com os parceiros estratégicos AutoGrid, para serviços de flexibilidade e centrais elétricas virtuais (Virtual Power Plants), e Uplight, para o envolvimento dos prossumidores e a gestão da procura. Com este foco contínuo na resolução dos desafios que a indústria enfrenta, a abordagem Grid to Prosumer oferece uma solução de ponta a ponta para a gestão de RED que coordena todas as funções empresariais com uma visão abrangente da gestão de dados da rede baseada em valores e casos de utilização.

“A Schneider Electric reconhece que, à medida que a complexidade da gestão de redes aumenta, mais crucial se torna enfrentar os desafios das empresas de serviços públicos de forma holística”, comentou Scott Koehler, Vice President, Global Strategy for Digital Grids da Schneider Electric. “Apoiada por um portefólio abrangente de soluções que impulsionam a nossa visão das Redes do Futuro, a abordagem Grid to Prosumer foca-se nas necessidades da oferta e da procura para servir as empresas de serviços públicos e os prossumidores com opções mais flexíveis e escaláveis, de modo a obter uma rede mais fiável, eficiente, sustentável e flexível”, refere.

Abordagem integrada de ponta a ponta para gestão de RED

  • Modelação - Os tipos, tamanhos, localizações e disponibilidade dos RED são partilhados para que todas as funções empresariais necessárias, como serviço de apoio ao cliente, gestão de ativos e planeamento e operações, contem com a visão mais recente. Isto inclui adicionar e remover RED, atualizar o estado de disponibilidade, reconciliar a reconfiguração da rede, etc.
  • Perceção Situacional - A visibilidade pode agora incluir o estado dos RED e a agenda de eventos para atividades de gestão da procura. Por exemplo, quando se agenda um evento de redução da procura, detalhes como o horário, a duração e a escala do evento são integrados nos sistemas de planeamento e operações.
  • Planeamento - Aumenta a eficiência do processamento de novos pedidos de ligação de clientes e permite a avaliação da capacidade de alojamento disponível para todos os locais da rede. Permite avaliar todas as opções para aumentar a capacidade, incluindo alternativas sem fios.
  • Gestão de restrições em tempo real e preditivo - Deteta restrições em tempo real, prevê restrições futuras e especifica parâmetros de mitigação e a agenda para otimização da rede: grupo de RED para a área afetada, aumento/diminuição da carga/produção e período de tempo. Os serviços de flexibilidade enviam então os ativos, diretamente ou através de agregadores, através de parâmetros de priorização e otimização, para satisfazer o pedido.
  • Limites operacionais dinâmicos - Estabelece limites máximos e mínimos para a importação ou exportação de energia para cada RED ou grupo de RED. Esta abordagem mais dinâmica, integrada com serviços de flexibilidade, ajusta os limites máximos e mínimos em intervalos de tempo curtos e precisos.
  • Mercados de flexibilidade - Os pedidos de otimização de RED são integrados com mercados de flexibilidade para facilitar um processo de licitação com os prossumidores. O resultado é uma lista dos recursos disponíveis para satisfazer esse pedido. Quando chega a hora agendada, os RED são enviados de acordo com as condições da licitação adjudicada.
As soluções integradas EcoStruxure Grid para as Redes do Futuro que apoiam diretamente a abordagem Rede para Prossumidor incluem o EcoStruxure™ DERMS para otimização da rede, o AutoGrid Flex para serviços de flexibilidade e Virtual Power Plants, o Orchestrated Energy da Uplight e o Energy Profiler Online para envolvimento dos prossumidores e gestão da procura, e o EcoStruxure Microgrid Advisor para a gestão de microgrids.
O portefólio de soluções EcoStruxure Grid da Schneider Electric para as Redes do Futuro demonstra o compromisso da empresa para com um mundo mais digital e elétrico e, juntamente com a abordagem Grid to Prosumer, apoia o crescimento de recursos energéticos distribuídos, microrgrids, comunidades de energia e outros recursos flexíveis ao longo de ciclos de vida digitalmente planeados, concebidos e operados.

Empresas ou entidades relacionadas

Schneider Electric España, S.A.U.

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial