Atlas Copco: vapor - caldeiras de vapor de 1,3 a 16 toneladas/hora
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Europa fixa o objectivo das energias renováveis em 27% em 2030

Revista O Instalador27/12/2017
Os ministros da energia dos estados membros da União Europeia (UE) concordaram na meta de pelo menos 27% de energias renováveis no consumo final de energia até 2030.
foto

Texto e Foto: Jos é Alex Gandum

Para além do objectivo de 27% de energias renováveis em 2030 na UE, foi acordado em manter o limite de 7% dos biocombustíveis de primeira geração no sector dos transportes.

Em Outubro último, no entanto, a Comissão de Ambiente do Parlamento Europeu (PE) propôs que a percentagem de energias renováveis em 2030 deveria situar-se nos 35%.

Os regulamentos actualmente em vigor visam alcançar uma participação renovável de 20% sobre o consumo final de energia na UE em 2020.

Os ministros da energia também concordaram em estabelecer uma quota de renováveis de 14% em cada país para o sector dos transportes e um objectivo de 3% para biocombustíveis de segunda geração ou avançados (estes produzidos a partir de biomassa não alimentícia).

Para promover a electromobilidade no sector dos transportes rodoviários e ferroviários dentro da quota dos 14% de renováveis no referido sector, a contribuição da electricidade renovável terá um efeito multiplicador por cinco no caso dos veículos rodoviários e por dois no caso do transporte ferroviário.

No que diz respeito aos biocombustíveis, a Comissão de Ambiente do PE propôs uma eliminação progressiva daqueles que se baseiam em culturas para 2030 e, desde 2021, para as produzidas a partir de óleo de palma.

Os países da UE também concordaram com um aumento anual de 1% na participação de energia renovável nos sistemas de aquecimento e de ar condicionado, embora as diferenças entre os sistemas existentes sejam levadas em consideração, especialmente as características específicas das instalações de ar condicionado nos países com um clima mais quente.

As normas também estabelecem claramente os direitos e as obrigações para o autoconsumo de energias renováveis e comunidades de energia.

Os governos europeus mantiveram no seu acordo a proposta da Comissão de evitar mudanças retroactivas "injustificadas" nos sistemas de fontes renováveis, a fim de garantir estabilidade financeira para os investidores.

Além disso, podem abrir os seus sistemas nacionais de ajuda a fornecedores de energia renovável noutros estados-membros se assim o decidirem.

A directiva relativa às energias renováveis faz parte do pacote regulamentar mais amplo da Clean Energy apresentado pela Comissão Europeia em Novembro de 2016 para ajudar a atingir os objectivos climáticos, que deve ser negociado com o PE.

DecorHotel: Fil - Lisboa 21 a 23 Out 2021Fujitsu ar condiionado mámixo siléncio mínimo consumoAssociação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar CondicionadoBombas de calor Spirit inverterNova gama de Ar CondicionadoAPREN - Associação Portuguesa de Energias RenováveisPortugal Smart Cities Summit 16 - 18  de nov. 2021 FIL - Parque das NaçõesJaba: tradução 4.0Adene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Hisense: serie HI - AquaSmart menos emisiones de CO2

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial