Imobiliário e reabilitação urbana: clima de confiança é essencial

O Instalador23/11/2019
Foi na Semana da Reabilitação Urbana do Porto, que se realizou entre 11 e 15 de novembro, que muitos especialistas e agentes do setor vincaram a necessidade de haver um clima de confiança entre os setores privado e público. ‘Reabilitar, Regenerar, Reutilizar’ foi o mote da edição de 2019 do evento. Neste dossier O Instalador foi ainda sentir o pulso ao mercado e o que nos espera em 2020.
foto
Foto: Porto.pt

Entre os vários temas em debate, destacamos o novo regime da reabilitação urbana, que entrou em vigor a 15 de novembro, mas também a captação de empresas e investidores, o futuro do desenvolvimento imobiliário e o que se pode esperar dos planos urbanísticos do Porto.

A VII Semana da Reabilitação Urbana do Porto contou com um programa de inúmeras iniciativas centradas na reabilitação e regeneração urbanas.

Além de conferências, seminários e workshops houve ainda várias visitas a obras de reabilitação.

Esta edição quis apresentar igualmente uma nova perspetiva sobre a evolução urbana da cidade, justificada pela nova dinâmica no investimento, no turismo e no imobiliário.

'Reabilitar, Regenerar, Reutilizar’ foi o mote da edição de 2019 da Semana da Reabilitação do Porto 

A proposta do Governo de englobar os rendimentos prediais no IRS, algo que até agora é facultativo e as alterações no regime do Golden Visa, que deixariam de contemplar os investimentos nos centros das principais cidades, são duas medidas que alguns dos oradores na Semana da Reabilitação do Porto consideram que acarreta efeitos negativos no mercado.

Nuno Botelho, presidente da Associação Comercial do Porto, foi um dos que criticou a medida e lembrou que a proposta do atual Governo de englobar os rendimentos prediais, para efeitos de IRS, é, uma “alteração de política muito grave”.

Já Pedro Baganha, vereador do Urbanismo da Câmara do Porto, afirmou que o mercado de habitação acessível “vai redundar num desenho de desequilíbrios”, em que a oferta vai acabar “no mercado de venda livre”. “Vamos ter um mercado de arrendamento que vai encolher” e “será um mercado de arrendamento com rendas acessíveis inexistente”, disse.

O responsável realçou ainda que ter um clima de confiança no imobiliário é muito importante.

Luís Lima, presidente da APEMIP, disse, na sua intervenção, que “acabar com os Vistos Gold é grave, especialmente em Lisboa e Porto”. Salientou ainda que “é essencial apostar na reabilitação e na habitação nas periferias e não apenas nas grandes cidades”.

Toyotomi Ar Condicionado - Japan
Solar Market Parity PortugalClimamed del 10 al 12 de enero 20201O InstaladorTektónica cambio de fechas 8 - 11 de octubreO Instalador Acompanhe no Facebook20 Years Jaba traduçao técnica especializada 4.0O Instalador

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - edifícios - energia - ambiente

Estatuto Editorial