Therma V Aquece a sua casa

Cabo Verde no caminho para a transição energética

O Instalador02/12/2019
Quem o diz é Alexandre Monteiro, ministro da Indústria, Comércio e Energia de Cabo Verde, num texto publicado pela ALER - Associação Lusófona de Energias Renováveis (ALER).
foto

“Hoje cerca de 20% da eletricidade produzida em Cabo Verde provém de fontes renováveis, solar e eólica. Com a implementação do Programa Nacional para a Sustentabilidade Energética aprovado em 2017, Cabo Verde está a percorrer com determinação o caminho da transição energética para um setor energético seguro, eficiente, sustentável e inclusivo”, refere o ministro.

Acrescenta que “elegemos a segurança energética, a estabilidade e redução de preço como preocupações centrais da nossa política energética. Queremos reduzir a nossa dependência dos combustíveis fosseis através desta aposta nas renováveis, alcançando 30% de penetração das Energias Renovaveis (ER) já em 2025 e ultrapassando 50% em 2030, e estamos a dar passos decisivos para alcançar os objetivos propostos”.

O governante refere ainda que “no ano passado, Cabo Verde reduziu em 3% a produção térmica e aumentou 20% a produção global das Energias Renováveis (ER), solar e eólica, O país de momento tem uma capacidade instalada de 34MW e já foi assinado o contrato para a instalação de mais 10 MW Solar, estando em concurso em fase avançada para a adjudicação de mais 15MW (10 MW eólica e 5 MW solar) que estão previstos entrar em operação entre 2020 e 2022”.

Está também, em fase de conclusão o Road Map para o desenvolvimento das Smart Grids, com um mapeamento detalhado das intervenções necessárias ligadas à massificação do uso de contadores inteligentes, expansão do sistema SCADA, e implementação no curto prazo de duas instalações piloto de armazenamento de energia.

Alexandre Monteiro diz que "Cabo Verde foi o primeiro país africano a aderir à Aliança para a Descarbonização do Transporte (ATD), e no ano passado aprovou a Carta de Politica para a Mobilidade Elétrica (CPME), onde a visão é ter até 2050 a substituição integral de todos os veículos equipados com motores térmicos para Veículos Elétricos.

2A promoção da Eficiência Energética é, também, uma das apostas do país. Aprovámos recentemente o pacote legal para a criação do Sistema Nacional de Etiquetagem e Certificação de Equipamentos, em fase de socialização encontra-se o Código de Eficiência Energética em Edifícios e vários projetos de melhoria da eficiência energética em edifícios públicos estão sendo já implementados a nível nacional. Nesta transição, estão a ocorrer transformações profundas no setor energético, que a médio e longo prazo irão contribuir para uma revolução energética a nível nacional", considera.

O Ministério da Indústria, Comércio e Energia de Cabo Verde é associado da ALER, cuja missão é a promoção das energias renováveis nos países lusófonos. A ALER é uma importante parceira na divulgação das iniciativas e promoção das energias renováveis dos países lusófonos.

Giacomini42ª Mostra Convegno ExpocomfortIX Encontro Nacional: gestaõ de resíduos 10 de dezembro 2019O Instalador Acompanhe no FacebookO InstaladorBaxi RocaJunkers: tanta tecnologi em tão pouco espaçoJaba traducción técnica espcializada

oinstalador.com

O Instalador - edifícios - energia - ambiente

Estatuto Editorial