Talleres Filsa: controladores de nivel para sólidos y líquidos
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Avaliação do ciclo de vida considerada crítica para novos projetos de construtores portugueses

Redação Induglobal13/09/2021
Após a introdução da avaliação de carbono do ciclo de vida completo no novo Plano de Londres, a especialista em energia e sustentabilidade, Sustain Quality, exorta as empresas de construção em Portugal a considerarem a importância crescente da avaliação do ciclo de vida (ACV - ou Life Cycle Analysis - LCA) nos seus projetos antes da provável introdução de medidas semelhantes na Península Ibérica.
foto

O novo Plano de Londres é uma estratégia de desenvolvimento espacial para a capital britânica e foi implementado na cidade e nos 32 bairros de Londres a 2 de março de 2021.

Um dos aspetos mais notáveis dentro da estratégia foi a introdução das avaliações de carbono do ciclo de vida completo como um requisito para cumprir os regulamentos de construção. Tal facto gerou um foco renovado na ACV da construção e, com o foco mundial nas emissões e no uso de energia, parece provável que se expanda para Portugal e outros países europeus.

A ACV é considerada uma abordagem de prática recomendada para avaliar os requisitos de energia e o impacto ambiental de uma nova estrutura em todas as fases da vida do edifício. O seu objetivo visa ajudar arquitetos e projetistas a otimizar melhor o projeto e a construção para maior eficiência e sustentabilidade, e pode contribuir para a obtenção dos certificados Breeam, LEEDs e Edge.
A ACV normalmente leva em consideração aspetos que incluem o potencial aquecimento global, destruição do ozónio, acidificação e eutrofização, bem como a formação de ozónio troposférico e o esgotamento de fontes não renováveis.
O novo Plano de Londres foi lançado para ajudar diretamente a missão do governo em atingir a sua meta de emissões de gases de efeito estufa até 2050. De acordo com o Comité de Alterações Climáticas, para haver uma oportunidade de cumprir essa meta, as emissões do Reino Unido devem cair 63% em 2035 comparativamente às estatísticas de 2019. Com todos os países europeus a enfrentar metas difíceis semelhantes, a sustentabilidade na construção provavelmente será um tema-chave.
Thiago Vieira Haberli MIEMA CEnv, Diretor de Gestão da Sustain Quality afirma: “não apenas todos os desenvolvimentos apresentam emissões de carbono e desafios de energia e sustentabilidade, mas fazem-no em todas as fases do ciclo de vida, desde a produção e construção até ao uso e demolição. A ACV considera esses riscos em todas as fases da vida das edificações, e a nossa missão na Sustain Quality é desenvolver soluções estratégicas para desafios que ajudem a transformar a indústria da construção existente num setor mais sustentável e responsável”.
É cada vez mais claro que a construção deve ser um ponto essencial para aqueles que desejam cumprir as metas de sustentabilidade. De acordo com o Green Building Council do Reino Unido, o setor de construção é atualmente responsável por 40% da pegada de carbono total do país, com o uso de energia em edifícios contribuindo com cerca de 50% para esse valor. Embora a maioria venha de estruturas existentes, estima-se que a nova construção adicionou 48 MTCO2e.
Os especialistas da Sustain Quality acreditam que a sustentabilidade deve ser incorporada nos estágios iniciais dos processos de design, especialmente com as partes interessadas, como designers e investidores, que têm o potencial de desempenhar um papel significativo na formação da construção e no uso de um edifício. É um ciclo.
Este é um tema recorrente em toda a história da ACV, com decisões tomadas no estágio de recursos afetando o impacto no final da vida útil, e decisões tomadas no estágio de construção ajudando a otimizar a eficiência energética durante o processo de uso. A construção é um ciclo sem fim de elementos interconectados e que precisam ser considerados holisticamente para impulsionar a mudança.
Este é um tema recorrente em toda a história da ACV, com decisões tomadas no estágio de recursos afetando o impacto no final da vida útil, e decisões tomadas no estágio de construção ajudando a otimizar a eficiência energética durante o processo de uso. A construção é um ciclo sem fim de elementos interconectados e que precisam ser considerados holisticamente para impulsionar a mudança.
Prevê-se que a consultoria em sustentabilidade se torne uma necessidade estratégica no novo normal. As empresas de Londres esforçam-se para atender aos regulamentos de atualização, e as organizações regionais e internacionais tomam medidas para preparar a expansão esperada dos requisitos da ACV noutras cidades no futuro.

Saiba mais aqui ou aqui

Tektónica 6 - 9 de octubroNova gama de Ar CondicionadoEsquentadores com baixas emissões de NOxPanasonic: apenas 779 mmAPREN - Associação Portuguesa de Energias RenováveisEsdec: o fornecedor de estruturas de fixação para fotovoltaicoPortugal Smart Cities Summit 16 - 18  de nov. 2021 FIL - Parque das NaçõesBombas de calor Spirit inverterAdene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Associação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar CondicionadoDaikin: visite nosso stand na Tekntónica e descubra la últimas novidades!DecorHotel: Fil - Lisboa 21 a 23 Out 2021Jaba: tradução 4.0

Subscrever a nossa Newsletter

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial