Atlas Copco: vapor - caldeiras de vapor de 1,3 a 16 toneladas/hora
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Energia: consumidores pouparam 163 milhões com leilões da produção em Regime Especial entre 2012 e 2019

17/09/2021

Os leilões da energia proveniente da Produção em Regime Especial (PRE), iniciados pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) em 2012, permitiram reduzir o sobrecusto desta energia, pago por todos os consumidores nas tarifas, em mais de 163 milhões de euros entre 2012 a 2020.

Este montante corresponde a uma redução média anual de cerca de 18,1 milhões de euros, avança a ERSE.

A ERSE introduziu em 2011, na regulamentação do setor elétrico, um mecanismo regulado de colocação em mercado a prazo da energia proveniente de Produção em Regime Especial (Leilão PRE), muito maioritariamente proveniente de fontes renováveis.

foto

O objetivo era permitir aos comercializadores no mercado liberalizado, o acesso a fontes de abastecimento em condições de estabilidade e menor volatilidade do preço e permitir ao comercializador de último recurso (CUR), a quem cabe comprar toda a PRE, diminuir a volatilidade do preço de venda e, com isso, estabilizar o sobrecusto da PRE.

O sobrecusto da PRE - a diferença entre o preço pago aos produtores com tarifa garantida e a receita gerada com a venda em mercado - é pago por todos os consumidores, sendo como tal importante assegurar a estabilidade das receitas para o sistema, de modo a reduzir os riscos de variação das tarifas suportadas por todos os consumidores.

Entre 2012 e 2020 foram realizados trinta e seis leilões de colocação a prazo de energia de PRE, correspondente a um volume total adjudicado em leilão de cerca de 49 TWh (mais de 95% do consumo anual em Portugal continental). A totalidade dos volumes colocados a licitação em todos os leilões realizados até à data foi integralmente colocada, tendo-se verificado sempre um excesso de procura.

Nesse período, o preço médio de mercado diário situou-se em 46,04 €/MWh, enquanto o preço médio da energia entregue nos produtos colocados em leilão foi de 49,37 €/MWh, com uma margem positiva para o CUR, e consequentemente para o sistema elétrico no seu todo, de 3,33 €/MWh.

Esta margem traduziu-se num valor acumulado de 163,13 milhões de euros, um benefício líquido para o Sistema Elétrico Nacional, na medida em que correspondeu a uma efetiva redução do sobrecusto com a PRE e, consequentemente, dos encargos suportados pelos consumidores nas tarifas.

Para o período 2021/22, anuncia-se a divulgação da Programação Anual de Leilões de PRE, relativo à energia adquirida pelo Comercializador de Último Recurso à PRE, a serem realizados na plataforma gerida pelo OMIP, com a realização do próximo leilão a 22 de setembro.

Adene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Jaba: tradução 4.0Fujitsu ar condiionado mámixo siléncio mínimo consumoAssociação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar CondicionadoDecorHotel: Fil - Lisboa 21 a 23 Out 2021APREN - Associação Portuguesa de Energias RenováveisPortugal Smart Cities Summit 16 - 18  de nov. 2021 FIL - Parque das NaçõesNova gama de Ar CondicionadoBombas de calor Spirit inverterHisense: serie HI - AquaSmart menos emisiones de CO2

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial