Atlas Copco: vapor - caldeiras de vapor de 1,3 a 16 toneladas/hora
Informação profissional do setor das instalações em Portugal
Os pedidos de subvenções PAEMS estão agora abertos e permanecerão operacionais até ao final de novembro de 2021

ei lança plataforma online para aconselhamento sobre subsídios para o autoconsumo de energia

O Instalador23/09/2021
A plataforma aconselha todos os cidadãos portugueses sobre os subsídios oferecidos pelo Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis (PAEMS), que cobre até 85% do custo total da instalação.
foto

A ei energia independente, empresa do Grupo Galp, pioneira em soluções inteligentes de energia e especializada em autoconsumo solar fotovoltaico, lança a primeira plataforma de aconselhamento e tutorial de todo o processo de processamento de subsídios de autoconsumo para indivíduos, com o objetivo de maximizar o sucesso na obtenção de ajudas disponíveis.

Estes subsídios fazem parte do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis (PAEMS), oferecido pelo Estado e destinado a promover o autoconsumo e armazenamento solar. Através da plataforma, qualquer pessoa pode contactar uma equipa de peritos da ei energia independente, especializados na gestão de subsídios públicos de energia, que serão responsáveis pelo aconselhamento personalizado aos consumidores durante todo o processo de candidatura e processamento dos subsídios PAEMS.

Para além de orientar e ajudar todos os consumidores a candidatarem-se aos subsídios PAEMS, a ei energia independente exemplifica o valor real da instalação de painéis solares com o subsídio aplicado, que tem uma cobertura de até 85% do custo total da instalação. Por exemplo, se um consumidor quiser instalar seis painéis fotovoltaicos (2,28kW) e o investimento associado for de 4.200 euros, o programa PAEMS pode cofinanciar até 2.500 euros, pelo que o investimento final do consumidor seria de 1.700 euros.

De acordo com Ignacio Madrid, CEO da ei energia independente, "o investimento inicial é a principal barreira que separa os portugueses de darem o passo para o autoconsumo. Um obstáculo que pode ser ultrapassado oferecendo toda a informação disponível no mercado. Mas não é suficiente com uma simples apresentação de informação, a nossa plataforma concentra-se em oferecer uma orientação e aconselhamento totalmente personalizados ao longo de todo o percurso do processamento dos subsídios. Um compromisso que se baseia no nosso propósito, de acompanhar o consumidor no caminho para a transição energética".

“Os subsídios PAEMS são uma verdadeira alavanca para encorajar todos os proprietários a instalar painéis fotovoltaicos nas suas casas. Optar pelo autoconsumo solar é um investimento seguro que se paga a si próprio durante um período de 7 anos e leva a uma poupança estimada nas contas de eletricidade entre 40% e 45%, visível desde o primeiro dia. Sem ir mais longe, a última geração de telemóveis é comprada e paga nos mesmos montantes e nas mesmas prestações. Somos um agente ativo desta mudança e temos a responsabilidade de trabalhar todos os dias para sensibilizar os consumidores para o tesouro que são as novas soluções energéticas inteligentes, como o autoconsumo solar fotovoltaico”, acrescenta Ignacio Madrid.
Bombas de calor Spirit inverterAPREN - Associação Portuguesa de Energias RenováveisFujitsu ar condiionado mámixo siléncio mínimo consumoAssociação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar CondicionadoAdene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Jaba: tradução 4.0DecorHotel: Fil - Lisboa 21 a 23 Out 2021Nova gama de Ar CondicionadoHisense: serie HI - AquaSmart menos emisiones de CO2Portugal Smart Cities Summit 16 - 18  de nov. 2021 FIL - Parque das Nações

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial