Disterm: ar condicionado, bombas de calor, ventiloconvetores
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Como será a energia em 2022?

O Instalador12/01/2022
Eaton traça tendências energéticas para este ano.
foto

Numa perspetiva atual, diz a Eaton, a forma de pensar e compreender como será o futuro da energia é olhar o passado. Antes da emergência de recursos energéticos como o carvão, o petróleo e o gás o recurso a fontes de energia significava interagir diretamente com as mesmas, mas com a pandemia a queda significativa da procura foi seguida de uma abrupta aceleração, para a qual o nosso fornecimento global de energia não estava preparado.

Olhando para o futuro, de acordo com Marcos Fabregas-Dittmann, Country Director da Eaton Iberia, “não devemos esperar um regresso fácil à energia barata, sempre disponível, com os produtores a enfrentarem um enorme desafio tanto em termos de descarbonização da oferta como de crescimento da oferta global em linha com o setor industrial e automóvel a avançar para a eletrificação”.

E acrescenta: “a economia da energia elétrica irá mudar, ainda mais significativamente, em favor da geração distribuída renovável. O preço por Wh da geração fotovoltaica é agora mais baixo, na maioria das geografias, do que as alternativas de combustíveis fósseis, e a fotovoltaica no local combinada com soluções de armazenamento de energia dará às empresas a possibilidade de enfrentar com mais sucesso as flutuações do mercado energético”.

A conjugação da energia renovável com o armazenamento no local apresenta uma oportunidade de receitas para as empresas, diz a Eaton, que poderão vender essa energia de volta à rede, bem como utilizá-la para descarbonizar e acrescentar resiliência às suas próprias operações. Esta é também uma oportunidade para as redes de serviços públicos, que poderão recorrer a uma gama mais flexível de recursos visando a redução de emissões.

Estas mudanças no sector energético serão possíveis pela crescente digitalização dos sistemas energéticos. Uma componente chave da transição será, por exemplo, a flexibilidade do lado da procura, reduzindo as exigências de certos consumidores industriais em momentos de menor oferta, a fim de garantir a disponibilidade de energia para sistemas críticos e pessoas vulneráveis. Para tal, será necessária uma visão e interatividade com ativos “atrás do contador”, sobre os quais as redes de distribuição tradicionalmente não têm resposta.

Este ano, e por tudo isto, a rede será mais importante do que nunca. É já um sistema altamente sofisticado de monitorização e gestão do fluxo de energia, e na nova era de “prosumers”, na qual os consumidores também estão a produzir energia, contaremos com uma rede robusta e inteligente para gerir um fluxo bidirecional.

A Eaton prevê, por isso, que 2022 será o ano em que o mundo desperta mais profundamente para o facto de que, mais uma vez, a obtenção de poder implica a tomada de decisões. Os consumidores estão cada vez mais a mudar para veículos elétricos, e esta eletrificação dramática irá impulsionar mais mudanças na nossa relação com o poder. As empresas, entretanto, sentirão a pressão de tomar medidas incisivas sobre o poder como parte das suas aspirações de sustentabilidade. Estas mudanças vão demorar e colocam desafios muito complexos uma vez que significarão alterar radicalmente a estrutura técnica e económica de uma infraestrutura crítica em funcionamento. Requerem investimento, regulamentação e acima de tudo integração da flexibilidade.
Jaba: tradução 4.0Adene: janelas eficientes só com etiqueta energética CLASSE+Smart Home show de 25 a 27 2022Esdec: o fornecedor de estruturas de fixação para fotovoltaicoFujitsu ar condiionado mámixo siléncio mínimo consumoAssociação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar Condicionado

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial