Efcis - Comércio Internacional, S.A.
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

O projeto arranca em janeiro de 2023 e terá uma duração de cinco anos

'Tridente': o projeto que conta com 16 milhões para desenvolver tecnologia para o mar profundo

23/12/2022
É o primeiro projeto financiado com o objetivo de analisar o impacto ambiental da exploração do mar profundo.
Imagen
Desenvolver um sistema confiável e transparente para avaliação contínua de impacto ambiental de atividades de prospeção e exploração no fundo do mar é o grande objetivo do projeto Tridente. Financiado em 16 milhões de euros dos quais cerca de 12 milhões de euros pelo programa Horizonte Europa, da Comissão Europeia, o projeto reúne 26 instituições de 10 países, das quais cinco são portuguesas, entre elas o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), que o lidera.

O projeto irá permitir desenvolver a capacidade de avaliação de impacto ambiental das atividades de prospeção subaquáticas. Atualmente não existe, no mundo, qualquer mineração em mar profundo e o Tridente pretende avançar com o desenvolvimento de tecnologia para que seja possível avaliar, minimizar e fiscalizar qualquer ação de exploração que possa surgir no futuro.

Eduardo Silva, investigador do INESC TEC e docente no Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), responsável pela coordenação do projeto, sublinha que a importância do Tridente se prende com o “desenvolvimento de tecnologias e novas soluções para operar de forma autónoma em áreas remotas, muitas vezes com condições extremas, de modo a fornecer dados em tempo real que serão muito importantes em ações de fiscalização, por exemplo”.

Este é, de resto, um projeto estratégico e pioneiro na análise e avaliação do impacto ambiental que a exploração no fundo do mar poderá ter, avançando na compreensão dos processos geológicos, biológicos e ambientais associados à exploração de matérias-primas em mar profundo.

Para além disso, pretende-se desenvolver uma infraestrutura dinâmica inovadora para posicionamento, navegação, comunicação e consciencialização, em tempo real, de sistemas de mineração e monitorização; desenvolver um laboratório móvel inovador e de alta tecnologia que possa ser facilmente transportado para o trabalho em ambiente de operação real e desenvolver uma estrutura de governança holística para a exploração sustentável dos recursos oceânicos da Europa.

O Tridente é financiado em 16 milhões de euros, do quais cerca de 12 milhões de euros financiados pelo programa Horizonte Europa, da Comissão Europeia e reúne parceiros de áreas complementares, com conhecimento técnico, científico, administrativo e jurídico com um vasto historial em atividades de investigação e inovação a nível nacional e internacional na área das matérias-primas em ambiente subaquático, de observação do mar, desenvolvimentos tecnológicos para exploração subaquática e avaliação de impacto ambiental.

Ao INESC TEC juntam-se ainda quatro entidades portuguesas, são elas: o IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera; a ARDITI – Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação; a EMEPC - Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental e a Fórum Oceano – Associação da Economia do Mar.

REVISTAS

SoliusPanasonic PortugalProfei, S.L.Siga-nosChillventa

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter O Instalador

    17/06/2024

  • Newsletter O Instalador

    10/06/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial