Efcis - Comércio Internacional, S.A.
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Energia solar: acordo entre BPI e Galp dá condições especiais aos clientes do banco

Alexandra Costa22/02/2023
Parceria entre as duas empresas vai permitir descontos na ordem dos 7% e taxas de juro de 1%.
Imagen
Promover a produção de energia solar e a sustentabilidade das empresas. Este é o objetivo primordial do acordo assinado entre o BPI e a Galp e que foi sustentado pelas palavras de Pedro Barreto, administrador do BPI. O executivo lembrou que “o tema da sustentabilidade é fundamental para as empresas, nomeadamente a questão da energia".
O acordo entre as duas empresas dá condições especiais aos clientes empresariais do banco que queiram adquirir soluções de produção de energia (solar) descentralizada.
O contrato está em vigor até junho do próximo ano e, segundo Pedro Barreto, a escolha da Galp ocorreu porque apresentou uma proposta interessante para ambas as partes.
Os objetivos são ambiciosos: alcançar cerca de 200 mil empresas com um investimento médio de 50 mil euros. Com uma taxa de juro associada de 1%. Com o BPI a fixar fixou vários compromissos, entre os quais mobilizar 4 mil milhões de euros em negócio sustentável até 2024 através de soluções e produtos para particulares e empresas.
Para quem considera que 50 mil euros é um investimento avultado, Ortal Sevilla, CEO da Galp Solar afirmou que o valor pode ser inferior. Já Teresa Abecasis, Executive Board Member da Galp acrescentou que o retorno é relativamente rápido. Principalmente se tivermos em conta os últimos aumentos do custo da energia. Face a isto a executiva afirmou que há investimentos que demoram apenas três anos a obter o retorno.
E lembrou que, no ano passado, os clientes da Galp Solar pouparam cinco milhões de euros. “Uma PME que tenha uma fatura média de 10 mil euros poupou 3.600 euros”, apontou, acrescentando que esse é um fator relevante para o negócio das empresas. Sem esquecer a vertente sustentabilidade. Esta é uma solução verde, logo amiga do ambiente, dado que poupa emissões de CO2. “No ano passado os clientes da Galp Solar pouparam 7.200 toneladas de CO2” que não foram emitidos para a atmosfera. Na verdade, os números divulgados indicam que uma PME que tenha um consumo de 10.000 euros por ano, o autoconsumo solar pode representar uma poupança de até 3.600 euros anuais na fatura de eletricidade e ainda nove toneladas de CO2 deixam de ser emitidos todos os anos para a atmosfera. Os clientes que decidam aproveitar as soluções indicadas por esta parceria terão, também, apoio de técnicos especializados aquando da instalação, assim como acesso a um serviço de apoio específico assegurado pela Galp Solar.

Galp aposta nas renováveis

Nos últimos tempos a Galp tem anunciado diversos investimentos na área das energias renováveis. Em parte, como afirmou Teresa Abecasis, a empresa está cada vez mais consciente das alterações climáticas. A executiva acrescentou que a empresa definiu como objetivo conseguir a descarbonização total até 2050. O facto de metade dos investimentos que são feitos atualmente estarem alocados às energias verdes e às energias renováveis é prova disso mesmo. “Desde 2020 temos investimentos de 3.000 milhões de euros já colocados”, o que colocou a Galp numa boa posição no mercado ibérico, no que concerne à produção de energia solar. “Temos uma capacidade de 3GW instalada em produção, e um pipeline de 9,6GW entre Espanha, Portugal e Brasil”, o que coloca a Galp “como um player relevante neste mercado”.
Basta pensar que no final de janeiro a Galp Solar anunciou ter fechado 2022 com 10 mil clientes em Espanha e Portugal. Feitas a contas o número total de instalações realizadas pela Galp Solar evitou a emissão de 7.200 toneladas de CO2 e permitiu uma poupança anual agregada de 4,8 milhões de euros aos consumidores.
Para este ano o objetivo é o de duplicar o número de instalações na Península Ibérica. A Galp é já o terceiro maior produtor de energia fotovoltaica na Península Ibérica, com uma capacidade instalada em funcionamento de 1,3GW e uma carteira de projetos em desenvolvimento em Portugal, Espanha e Brasil que totaliza 9,6 GW.
Mas é errado pensar que a Galp aposta apenas na energia solar. Outro investimento, já amplamente anunciado, é a aposta no hidrogénio verde, nomeadamente na refinaria de Sines que Teresa Abecasis acredita “que claramente será um hub de energias verdes”.
Sem esquecer a questão do lítio. Nas palavras da Executive Board Member da Galp, “temos a ambição de ir mais longe e construir em Portugal uma cadeia de valor de baterias de lítio, fundamentais para a descarbonização dos transportes de passageiros”, através dos veículos elétricos. Projeto que, segundo Teresa Abecasis, tem a ambição de, numa primeira fase, alimentar 700 mil carros por ano com baterias de lítio.

REVISTAS

Lisboa Feiras, Congressos e Eventos / Associação Empresarial (Smart Cities Summit - Fil - Tektónica)Profei, S.L.Siga-nosSoliusDaikin - Ar CondicionadoInduglobal - Encontros Profissionais

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter O Instalador

    15/04/2024

  • Newsletter O Instalador

    08/04/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial