Trane - Portugal - Sociedade Unipessoal, Lda
Informação profissional do setor das instalações em Portugal

A ascensão das cooperativas de mobilidade elétrica na Europa

Ana Rita Antunes, Coopérnico - Cooperativa de Desenvolvimento Sustentável e João Almeida, Instituto de Telecomunicações, Universidade de Aveiro

05/04/2024

Estas cooperativas são organizações sem fins lucrativos de cidadãos que tem como objetivo comum a utilização partilhada de veículos elétricos. Os serviços que prestam podem incluir a partilha de bicicletas, motociclos, automóveis, boleias ou TVDE. Tipicamente, os membros da cooperativa juntam-se para investir na aquisição de veículos elétricos que depois ficam à disposição de todos, de acordo com um modelo de negócio que permite ir recuperando o investimento realizado, por forma a que a operação seja sustentável.

Imagen
O atual modelo de mobilidade está em crise. É cada vez mais evidente que este paradigma baseado na utilização de veículos particulares e movidos a motor de combustão interna está a gerar enormes problemas societais. Para além de contribuir diretamente para o rápido desenvolvimento das alterações climáticas, provoca muitas outras externalidades negativas. Estes efeitos nocivos são particularmente visíveis nas nossas cidades, por exemplo no que concerne à ocupação do espaço público, ao congestionamento de tráfego, à sinistralidade rodoviária e à poluição atmosférica e acústica, causando uma degradação significativa da qualidade de vida dos cidadãos. Precisamos por isso de um novo modelo, mais amigo do ambiente e mais eficiente.
Imagen

Deve ser dada primazia aos modos ativos de deslocação (pedonal e ciclável) e aos transportes coletivos, aumentando substancialmente a quota modal destes meios de transporte com base em políticas públicas que promovam o redesenho do espaço público e de incentivos à intermodalidade. Para além disso, o número de automóveis em circulação deve ser drasticamente reduzido através da transferência modal e da introdução de novos modelos de partilha. Estes modelos permitem uma maior utilização de um menor número de veículos, gerando poupança económica e ambiental. Atualmente, os automóveis particulares passam mais de 95% do tempo parados, parte dele a ocupar valioso espaço público no coração das cidades!

É por isso de primordial importância fomentar o surgimento de cooperativas de mobilidade elétrica, as quais existem já um pouco por toda a Europa. Estas cooperativas são organizações sem fins lucrativos de cidadãos que tem como objetivo comum a utilização partilhada de veículos elétricos. Os serviços que prestam podem incluir a partilha de bicicletas, motociclos, automóveis, boleias ou TVDE. Tipicamente, os membros da cooperativa juntam-se para investir na aquisição de veículos elétricos que depois ficam à disposição de todos, de acordo com um modelo de negócio que permite ir recuperando o investimento realizado, por forma a que a operação seja sustentável.

Neste cenário, torna-se desnecessária a compra e manutenção de veículos particulares por parte de cada membro individualmente, pois basta-lhes reservar um dos veículos da cooperativa para as viagens que necessitam realizar. Esta reserva e utilização dos veículos é habitualmente realizada através de uma aplicação móvel, de forma semelhante aos serviços de TVDE comerciais, tornando a experiência de partilha bastante simples e acessível a todos.

Existe uma rede europeia (The Mobility Factory1) que integra as várias cooperativas de mobilidade elétrica, com o propósito de facilitar a troca de experiências sobre modelos de funcionamento, servindo também para partilhar serviços e mutualizar despesas que possam ser comuns entre elas. Por exemplo, o desenvolvimento da aplicação móvel foi realizado através de uma parceria entre várias cooperativas da rede, possibilitando baixar custos e permitindo que um utilizador membro de uma cooperativa em Espanha possa por exemplo utilizar um veículo de uma cooperativa belga quando está de visita nesse país2.

Imagen

Comunidades de energia empenhadas na mobilidade

Quando pensamos em comunidades ou cooperativas de energia, o primeiro pensamento é para produção ou fornecimento de energia renovável. No entanto, a produção de eletricidade é apenas uma parte muito pequena do sistema energético. As cooperativas de energia estão envolvidas em muitas outras atividades relacionadas com a energia, como a eficiência energética, a renovação de edifícios, a flexibilidade, a distribuição, o aquecimento urbano ou a mobilidade elétrica. Esta última, em particular, está a tornar-se cada vez mais popular entre as comunidades de energia, uma vez que existe uma ligação clara entre a produção de energia renovável e a sua utilização local de uma forma inteligente e eficiente. Assim, em vez de vender sua própria eletricidade produzida no mercado, as comunidades podem usá-la para abastecer carros elétricos.

A partilha de veículos elétricos está a tornar-se uma atividade cada vez mais importante para as cooperativas de energia europeias. No entanto, não é fácil começar - requer um grande investimento inicial em automóveis elétricos e uma plataforma para a sua gestão.

Em 2014, a Partago era uma cooperativa relativamente pequena que pretendia iniciar serviços de partilha de automóveis na cidade belga de Ghent. Tinham desenvolvido um primeiro esboço de uma plataforma que lhes permitiria partilhar os automóveis, mas o custo do seu desenvolvimento era bastante significativo. Precisavam do maior número possível de utilizadores para tornar o negócio economicamente viável, mas o número de cidadãos que conseguiam atrair numa cidade de 250 mil habitantes era insuficiente para compensar o custo de desenvolvimento da plataforma.

Ao mesmo tempo, algumas outras cooperativas da rede da REScoop.eu, a Federação Europeia de Cooperativas de Energia Renovável, queriam iniciar atividades de partilha de carros na sua região. Todas estavam explorando possíveis modelos de negócios, incluindo o custo de desenvolver uma plataforma - algo que a Partago já havia feito - ou pagar pelo uso de uma solução comercial já desenvolvida.

Imagen
A REScoop.eu colocou estas cooperativas em contacto com a Partago e criou um grupo de trabalho sobre mobilidade para as ajudar a satisfazer as suas necessidades de forma colaborativa.

Após três anos de trabalho conjunto, as cooperativas sentiram a necessidade de estabelecer uma estrutura mais formal que lhes permitisse colaborar ainda mais e compartilhar a plataforma com outras cooperativas.

O resultado foi a criação da empresa cooperativa europeia The Mobility Factory. Esta cooperativa foi lançada em 2018 por oito cooperativas e a REScoop.eu e agora tem 17 membros de seis países diferentes: Bélgica, Holanda, Alemanha, Espanha, França e Reino Unido.

“The Mobility Factory” possui a plataforma de partilha de automóveis desenvolvida pela Partago e que oferece aos seus membros, outras cooperativas. Para além de partilhar os custos de desenvolvimento de uma solução tecnológica, a principal vantagem deste modelo cooperativo é que todos os membros são coproprietários do software. Assim, podem participar no seu desenvolvimento, decidindo as próximas funcionalidades através de um processo democrático.

Atualmente, 250 carros elétricos em toda a Europa utilizam a tecnologia da The Mobility Factory - um sistema de reservas online, uma aplicação móvel e uma ferramenta de pagamento e gestão - e a cooperativa emprega uma equipa de quatro pessoas entusiastas.

Embora a partilha de veículos elétricos tenha uma elevada barreira de entrada para as comunidades de energia, é evidente que irá ganhar importância no futuro. Ao fazê-lo de forma cooperativa, os benefícios permanecerão na comunidade local, os cidadãos podem conceber os serviços de acordo com as suas necessidades e Mobility Factory pode ajudar a reduzir a barreira financeira inicial.

1 The Mobility Factory SCE - an European Cooperative, https://themobilityfactory.coop/

2 REScoop.eu, December success story: providing electric carsharing services in a cooperative way, https://www.rescoop.eu/news-and-events/stories/december-success-story-providing-electric-carsharing-services-in-a-cooperative-way

REVISTAS

Panasonic: a tua casa poupa. O planeta também.Bosch - Termotecnologia, S.A. (Bosch Junkers)VulcanoSoliusSiga-nosProfei, S.L.

Media Partners

NEWSLETTERS

  • Newsletter O Instalador

    20/05/2024

  • Newsletter O Instalador

    13/05/2024

Subscrever gratuitamente a Newsletter semanal - Ver exemplo

Password

Marcar todos

Autorizo o envio de newsletters e informações de interempresas.net

Autorizo o envio de comunicações de terceiros via interempresas.net

Li e aceito as condições do Aviso legal e da Política de Proteção de Dados

Responsable: Interempresas Media, S.L.U. Finalidades: Assinatura da(s) nossa(s) newsletter(s). Gerenciamento de contas de usuários. Envio de e-mails relacionados a ele ou relacionados a interesses semelhantes ou associados.Conservação: durante o relacionamento com você, ou enquanto for necessário para realizar os propósitos especificados. Atribuição: Os dados podem ser transferidos para outras empresas do grupo por motivos de gestão interna. Derechos: Acceso, rectificación, oposición, supresión, portabilidad, limitación del tratatamiento y decisiones automatizadas: entre em contato com nosso DPO. Si considera que el tratamiento no se ajusta a la normativa vigente, puede presentar reclamación ante la AEPD. Mais informação: Política de Proteção de Dados

oinstalador.com

O Instalador - Informação profissional do setor das instalações em Portugal

Estatuto Editorial